LEIA COM ATENÇÃO

Atenção: as imagens contidas no blog são de domínio público e/ou retiradas do Google. Se você, por algum motivo, sentir-se ofendido ou agredido com alguma imagem ou texto postados neste blog, entre em contato e a mesma, se este for o caso, será retirada. Caso a imagem seja sua, avise-me para que eu lhe credite a autoria.CONTATO cratonoticia@gmail.com WHATSAPP [88] 9 8801 1777

quarta-feira, 14 de junho de 2017

Ministério da Saúde diz que indústrias vão mudar composição de alimentos para retirar sódio

Para reduzir a quantidade de sódio presente nos alimentos, a indústria vai realizar mudanças na composição dos produtos. O objetivo é que 28,5 mil toneladas sejam retiradas da substância dos alimentos industrializados até 2020. Conforme o Ministério da Saúde, a medida sustenta um acordo de cooperação junto à Associação Brasileira das Indústrias de Alimento (Abia). O anúncio foi feito pelo pasta, nesta terça-feira, 13.

De acordo com o portal G1, nessa nova fase do acordo, "renovado" pelos próximos cinco anos, será reduzido sódio de pães, bisnaguinhas e massas instantâneas. O presidente da Abia, Edmundo Klotz, afirma que na primeira etapa, realizada de 2007 a 2011, foi retirado o excesso de sódio dos alimentos. Já na segunda, houve a troca do sal tradicional por tipos de sal reduzidos em sódio.

De acordo com Klotz, "algumas empresas usaram temperos naturais" na segunda etapa do processo. Agora, o objetivo da Saúde é a modificação de fórmulas. "Demanda procedimentos mais complicados, como degustação e aceitabilidade", explicou. Segundo o ministro Ricardo Barros, a redução do sódio ocorrerá de forma lenta e gradual.

O Ministério da Saúde afirma que a quantidade de sódio no pão, por exemplo, deve cair pela metade até 2020. "Significa que, em 2011, quatro fatias de pão por dia representavam 40% da quantidade de sódio diária (796 mg)", diz a pasta. "Após o acordo, esse índice, em 2016, passou a ser 22% (450 mg). Em 2020, com o novo acordo, a expectativa é chegar a 20% (400 mg)."

Ainda conforme a pasta, pelo menos 17 mil toneladas de sódio foram retiradas de 30 tipos de produtos. Essa mudança ocorreu entre 2011 e 2017.

Veja as metas divulgadas pelo portal G1:
Pães de forma
Meta 2017: alcançar teor máximo de sódio de 450 mg/100g
Meta 2018: alcançar teor máximo de sódio de 420 mg/100g
Meta 2020: alcançar teor máximo de sódio de 400 mg/100g
Bisnaguinhas
Meta 2017: alcançar teor máximo de sódio 388 mg/100g
Meta 2018: alcançar teor máximo de sódio de 350 mg/100g

Massas instantâneas
Meta 2018: alcançar teor máximo de sódio de 1840 mg/100g


Fonte O Povo

Para reduzir a quantidade de sódio presente nos alimentos, a indústria vai realizar mudanças na composição dos produtos. O objetivo é que 28,5 mil toneladas sejam retiradas da substância dos alimentos industrializados até 2020. Conforme o Ministério da Saúde, a medida sustenta um acordo de cooperação junto à Associação Brasileira das Indústrias de Alimento (Abia). O anúncio foi feito pelo pasta, nesta terça-feira, 13.

De acordo com o portal G1, nessa nova fase do acordo, "renovado" pelos próximos cinco anos, será reduzido sódio de pães, bisnaguinhas e massas instantâneas. O presidente da Abia, Edmundo Klotz, afirma que na primeira etapa, realizada de 2007 a 2011, foi retirado o excesso de sódio dos alimentos. Já na segunda, houve a troca do sal tradicional por tipos de sal reduzidos em sódio.

De acordo com Klotz, "algumas empresas usaram temperos naturais" na segunda etapa do processo. Agora, o objetivo da Saúde é a modificação de fórmulas. "Demanda procedimentos mais complicados, como degustação e aceitabilidade", explicou. Segundo o ministro Ricardo Barros, a redução do sódio ocorrerá de forma lenta e gradual.

O Ministério da Saúde afirma que a quantidade de sódio no pão, por exemplo, deve cair pela metade até 2020. "Significa que, em 2011, quatro fatias de pão por dia representavam 40% da quantidade de sódio diária (796 mg)", diz a pasta. "Após o acordo, esse índice, em 2016, passou a ser 22% (450 mg). Em 2020, com o novo acordo, a expectativa é chegar a 20% (400 mg)."

Ainda conforme a pasta, pelo menos 17 mil toneladas de sódio foram retiradas de 30 tipos de produtos. Essa mudança ocorreu entre 2011 e 2017.

Veja as metas divulgadas pelo portal G1:
Pães de forma
Meta 2017: alcançar teor máximo de sódio de 450 mg/100g
Meta 2018: alcançar teor máximo de sódio de 420 mg/100g
Meta 2020: alcançar teor máximo de sódio de 400 mg/100g
Bisnaguinhas
Meta 2017: alcançar teor máximo de sódio 388 mg/100g
Meta 2018: alcançar teor máximo de sódio de 350 mg/100g

Massas instantâneas
Meta 2018: alcançar teor máximo de sódio de 1840 mg/100g


Fonte O Povo

Nenhum comentário:

Postar um comentário