LEIA COM ATENÇÃO

Atenção: as imagens contidas no blog são de domínio público e/ou retiradas do Google. Se você, por algum motivo, sentir-se ofendido ou agredido com alguma imagem ou texto postados neste blog, entre em contato e a mesma, se este for o caso, será retirada. Caso a imagem seja sua, avise-me para que eu lhe credite a autoria.CONTATO cratonoticia@gmail.com WHATSAPP [88] 9 9788 5932

terça-feira, 13 de junho de 2017

Desembargador determina afastamento de dois juízes

Duas varas cíveis de Fortaleza são alvo, na manhã desta terça-feira, 13, de desdobramento da Operação Expresso 150. A operação foi determinada pelo desembargador Tarcilio Souza em inquérito criminal que apura o caso. Essa é a terceira fase da Expresso 150.

A investigação criminal ocorre em relação aos titulares da 4ª e 5ª varas cíveis, Onildo Antônio Pereira da Silva e Edmilson de Oliveira. O desembargador determinou o afastamento dos juízes. Pelo menos dois advogados prestaram depoimentos à Polícia Federal.

Estão sendo cumpridos mandados de busca e apreensão no Fórum. De acordo com a assessoria de imprensa do Fórum, a operação ocorreu no local por volta das 6h desta terça-feira. Um chaveiro foi ao local para abrir os gabinetes. O movimento no local por volta das 8 horas já estava tranquilo.

As varas dos dois juizes investigados chegaram a ser inspecionadas no fórum há cerca de um mês. Mais desdobramentos devem ocorrer ao longo do dia.

A Expresso 150 foi deflagrada em 2015 e investiga casos de vendas de habeas corpus desde 2013. Advogados, juízes e desembargadores estariam envolvidos no esquema, segundo a Polícia Federal.

O relator dessa ação no Superior Tribunal de Justiça (STJ) é o ministro Herman Bejamin, o mesmo do julgamento da chapa Dilma-Temer na Justiça Eleitoral.

Redação O POVO Online

Nenhum comentário:

Postar um comentário