LEIA COM ATENÇÃO

Atenção: as imagens contidas no blog são de domínio público e/ou retiradas do Google. Se você, por algum motivo, sentir-se ofendido ou agredido com alguma imagem ou texto postados neste blog, entre em contato e a mesma, se este for o caso, será retirada. Caso a imagem seja sua, avise-me para que eu lhe credite a autoria.CONTATO cratonoticia@gmail.com WHATSAPP [88] 9 9788 5932

quinta-feira, 31 de julho de 2014

VÍDEO MOSTRA ASSASSINA CONFESSA MATANDO HOMEM COM TIROS NA CABEÇA EM MANAUS



Luciana Ferreira da Silva, 35, uma das suspeitas de ter participado do latrocínio (roubo seguido de morte) do empresário Jailson Teixeira Maciel, 45, no dia 16 de julho deste ano, foi apresentada na Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS) na manhã desta quinta-feira (31), por também ser suspeita de ter matado outra pessoa em 9 de julho deste ano.
A suspeita aparece em um vídeo atirando contra a cabeça de um homem identificado como Silvio Henrique Batista Sales. A vítima devia para Luciana a quantia de R$ 3 mil, referente a assaltos praticados pelos dois e teria agredido a suspeita após cobrança do valor. O crime teve a participação de mais três pessoas, sendo que pelo menos um dos suspeitos que aparecem no vídeo, também atira contra a cabeça de Silvio. O corpo foi encontrado no local do crime, no quilômetro 30 do ramal Água Branca, localizado na rodovia AM-010. Antes de ser pega com mais dois comparsas pelo assassinato e roubo ao empresário, a suspeita já era foragida da ala feminina da Cadeia Pública Raimundo Vidal Pessoa, Centro da capital, onde cumpria pena por roubo. De acordo com o titular da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), Paulo Martins, a polícia está investigando a participação da presa em outras mortes com características semelhantes. “A gente percebe que ela pode sim ter participado de outros homicídios e vamos investigar isso. Estamos fazendo um levantamento dos crimes que ocorreram com as mesmas características, até porque ela executa as vítimas para posteriormente dizer que a polícia estava a frente dos crimes”, informou o delegado.A suspeita reconheceu a participação no crime por conta da aparição no vídeo que foi encontrado em seu celular no dia em que foi presa pelo roubo seguido de morte. Luciana também é suspeita de fazer parte da facção criminosa Família do Norte (FDN). A presa será encaminhada para a ala feminina da Cadeia Pública Raimundo Vidal Pessoa onde aguardará decisão da justiça.Via Cecília Siqueira (EM TEMPO Online)Vídeo portald24am

Nenhum comentário:

Postar um comentário