LEIA COM ATENÇÃO

Atenção: as imagens contidas no blog são de domínio público e/ou retiradas do Google. Se você, por algum motivo, sentir-se ofendido ou agredido com alguma imagem ou texto postados neste blog, entre em contato e a mesma, se este for o caso, será retirada. Caso a imagem seja sua, avise-me para que eu lhe credite a autoria.CONTATO cratonoticia@gmail.com WHATSAPP [88] 9 9788 5932

terça-feira, 29 de julho de 2014

Jardim-CE: Jovem é morto a tiros com arma de grosso calibre no Sítio Brejinho


Demontier Tenório/// (Foto: Arquivo/Agência Brasil)
O corpo de Samuel Luciano foi trazido para ser necropsiado no IML (Instituto Médio Legal) de Juazeiro (Foto: Arquivo/Agência Brasil)
Após um mês e meio depois, novo homicídio foi registrado por volta das 20 horas desta segunda-feira em Jardim, sendo, desta vez, em um local ermo no Sítio Serra Brejinho na zona rural de Jardim. O jovem Samuel Luciano Coelho, de 27 anos, que residia no Sítio Serra Areia naquele município, foi alvejado com dois tiros, sendo um na cabeça e outro nas costelas com arma de grosso calibre causando sua morte imediata.

A polícia foi avisada e esteve no local em uma viatura do Demutran (Departamento Municipal de Trânsito), mas não conseguiu informações que levassem aos autores. O rapaz não tinha passagens pela polícia e o caso encontra-se envolto em mistério. Trata-se do 1º homicídio de julho e o quarto do ano em Jardim, cujo corpo foi trazido para ser necropsiado no IML (Instituto Médio Legal) de Juazeiro.

No último dia 13 de junho o corpo do agricultor Cícero Parente de Souza, de 33 anos, que residia no Sítio Serra Taquari, foi encontrado por populares nas imediações de um barreiro praticamente às margens da estrada vicinal de acesso àquela localidade. Ele tinha uma única passagem pela polícia por embriaguez e desordem e foi morto a pauladas na cabeça desfechadas por Arizinho Francisco dos Santos, de 38 anos, que reside na mesma localidade e foi preso.

Bombardeio israelense destrói única usina de energia da Faixa de Gaza









Bombeiro palestino tenta conter fogo em incêndio na única central elétrica de Gaza, atingida por um bombardeio de Israel nesta terça-feira (29) (Foto: Ahmed Zakot/Reuters)
Disparos de um tanque israelense atingiram nesta terça-feira (29) o depósito de combustível da única usina de energia da faixa de Gaza, interrompendo o suprimento de eletricidade para a Cidade de Gaza e várias outras partes do enclave palestino de 1,8 milhão de habitantes.

Uma grossa coluna de fumaça emergia das instalações, que suprem dois terços das necessidades de energia do território, e os contêineres de combustível estavam em chamas.

"A usina de energia se foi", disse seu diretor, Mohammed al-Sharif. Ele afirmou que a equipe local de combate a incêndios não tinha os equipamentos adequados para extinguir o fogo.

Uma porta-voz militar israelense não fez comentários de imediato e informou apenas que estava checando a informação.

A usina já havia sido atingida na semana passada e operava com cerca de 20% de sua capacidade, o que garantia apenas algumas horas por dia de eletricidade para os moradores de Gaza.

Israel iniciou sua ofensiva militar na faixa de Gaza em 8 de julho dizendo ter como objetivo deter os ataques de foguetes por parte do movimento dominante Hamas e outros grupos armados. Dez dias depois, enviou forças terrestres com o objetivo declarado de destruir os túneis construídos pelo Hamas na fronteira.

Embora a pressão internacional para o fim dos combates tenha aumentado, não há nenhum sinal que indique o fim do conflito de 22 dias, nos quais morreram 1.116 palestinos, muitos deles civis, além de 53 soldados e três civis israelenses.

Fonte: Reuters

Nenhum comentário:

Postar um comentário